quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Vivendo Isis

Você que conhece este blog há algum tempo, se veio aqui na última semana percebeu que alguns posts sumiram. Por quê?

Porque eu migrei o conteúdo dos posts para um livro sobre a Deusa Aset!

Foi uma história curiosa.

Uns três meses atrás, eu recebi um e-mail de propaganda sobre um cara que ganhou dinheiro publicando um e-book. Eu geralmente não abro essas coisas, mas por algum motivo, naquele dia eu abri o e-mail. Quando eu li que ele publicou um e-book, eu pensei: "bom, eu tenho conteúdo, será que eu deveria publicar um e-book sobre Aset?""

O pensamento passou e eu abri um link que estava naquele e-mail. Era uma propaganda de um curso de e-mail marketing e tals (e eu estava um pouco interessada no assunto). Rolei a página para baixo e o primeiro comentário da página era de uma pessoa que se chamava Isis.

Capa do e-book
Ok, Deusa, então vamos fazer isso.

Desde então, comecei a pensar mais nesse livro e estabeleci uma data para publicá-lo: Yule de 2017.

Foi no dia 21/12/2017 que eu submeti o livro na Amazon (e que maravilha é o Kindle Direct Publishing!), e durante essa semana fui revisando o conteúdo, ajustando aqui e ali e fechando o arquivo final.

Hoje, temos um e-book na pré-venda do Kindle e um livro impresso à venda pela Amazon.com. No segundo link, dá pra ler 55 das 150 páginas do livro e ter uma boa noção do que está lá.

Quem conhece o conteúdo do blog vai ver que tem muita coisa que estava aqui. Só que agora o conteúdo está organizado, ordenado, com o português corrigido, sem vícios de internet, um arquivo pronto para você guardar e acessar quando precisar!
Capa do livro impresso

Infelizmente, ainda não tem disponibilidade de venda do livro impresso direto pela Amazon BR. Vamos torcer pra isso acontecer logo. De qualquer forma, dá pra importar da loja dos EUA e ter o livro com você!

E olha, a Deusa começou a me mostrar todo um caminho a partir desse livro aí; recebi sinais e estou sendo conduzida por uns caminhos bem interessantes. Vamos ter pelo menos mais um volume de Vivendo Isis, além de sua tradução para o inglês. Vamos ter outras novidades aparecendo em 2018 que eu espero serem muito frutíferas!

Enquanto isso, confiram lá o livro, tá bem baratinho! :)

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Uma Roda do Ano com Aset


Na Wicca, nós temos o costume de escolher uma Deusa ou um casal divino para nos acompanhar e abençoar durante uma Roda, a Deusa Madrinha e o Deus Guia. Durante a Roda, nós mantemos contato com esses Deuses, recebemos seus ensinamentos, aprendemos suas lições e conhecemos um pouco mais sobre eles e sobre nós mesmos com eles.

Uma das dúvidas que já surgiu algumas vezes foi: eu preciso celebrar todos os Sabbats e Esbats com minha Deusa Madrinha e Deus Guia?

Não, não precisa. Você pode escolher quaisquer divindades para trabalhar nos Sabbats e nos Esbats, conhecendo ainda mais Deuses e Deusas de tantas culturas ricas em simbolismos belos. Mas celebrar os Sabbats com os mitos associados a uma Divindade é uma das formas de se aproximar daquela Divindade e focar sua Roda nela, caso seja de seu interesse.

Eu fiz isso com Aset em uma parte da minha consagração a Ela. Para isso, associei cada Sabbat a um mito dela que tivesse a ver com o tema daquele Sabbat. É claro que nem sempre vamos conseguir uma associação perfeita, afinal, nem todos os mitos seguem a Roda do Ano Wiccaniana, mas é possível fazer associações legais trabalhando em cima dos temas do ciclo do Deus.



A minha Roda ficou assim:

Yule - O nascimento de Heru
Imbolc - A relação de Aset e Yinepu
Ostara - Aset encontra Wesir
Beltane - O casamento de Aset e Wesir
Litha - Concepção de Heru
Lammas - Nascimento dos filhos de Nut
Mabon - Aset e o nome secreto de Ra
Samhain - A morte de Wesir (lamentações de Aset e Nebet-Het)

Como os Sabbats são associados ao ciclo do Deus, achei importante dar esse enfoque em cada um dos rituais que eu criei, trazendo os Deuses que fazem parte da história de Aset para cada celebração. Essa foi uma associação pessoal, e pode ser que vc não concorde com ela e encontre novas associações.

Outra coisa q vc pode fazer para se aproximar mais de uma Deusa durante a Roda é celebrar os Esbats com as faces daquela Deusa. Aset tem várias faces diferentes que podem ser trabalhadas e estudadas dessa forma. Também podem ser trabalhadas como forma de autoconhecimento, trazendo as questões daquela face para sua vida e entendendo a sua percepção daquele tema.

A minha associação pessoal foi para uma Roda com Aset, mas você pode fazer isso com qualquer divindade que quiser, trazendo os temas para sua vida e se aproximando mais dos Deuses que escolheu cultuar.

Se vc decidiu fazer uma associação diferente da minha para Aset ou se escolheu fazer isso com outra divindade, compartilhe conosco! E boa jornada! =)

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Aset-Perséfone

Eu estava procurando alguns textos aqui no blog e reli esse aqui.

Quase 4 anos atrás, eu escrevi sobre as experiências de vivenciar os mitos de Aset. Sobre ela nunca ter tudo ao mesmo tempo e tal. E hoje, fazendo uma reflexão mais profunda, eu percebo que isso não é verdade.

Aset passou por períodos muito difíceis, sim, mas depois de vencer seus desafios e conseguir no nome de Rá, ela teve tudo que ela amava perto dela.

Eu vivenciei mais um dos mitos de Aset estando aqui em Bruxelas. Vivenciei o momento em que Set a prendeu e ela ficou sozinha por muito tempo, na própria companhia, quando Osíris havia sido embalsamado e estava no Submundo.

Um pouco mais da minha história vem depois... por enquanto eu só queria marcar isso: Sim, Aset teve períodos em que realmente não tinha tudo que amava ao mesmo tempo. Mas depois ela conseguiu. E é legal ver isso claro nas vivências de suas sacerdotisas, também. =)

Aguardem mais sobre o assunto =)

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Tirando os Deuses de Caixinhas

Nós sempre escrevemos sobre os Deuses dizendo que eles são Deuses disso, daquilo e daquilo outro. Colocamos os Deuses em pequenas caixinhas. E o mesmo, claro, é feito com Aset. Deusa da Magia e da Fertilidade, de Cura, do Amor. E sempre que eu leio isso, entendo por que foi escrito dessa forma, mas vejo a Deusa olhando e pensando: "mas eu sou só isso?"

Fazendo um pequeno paralelo, se fosse descrever alguém dessa forma: Aileen é relacionada a videos, tecnologia e ao ensino. Claro, isso tem a ver comigo, porque sou eu que faço os videos para o canal da TCS, administro o fórum e os grupos do Facebook e sou professora e pesquisadora. Mas eu não sou só isso.

E quando a gente estuda os mitos das divindades e consegue entendê-los como a história de vida dessas divindades, entende que tudo faz parte de quem ela é, fica um pouco mais difícil colocar os Deuses em caixinhas. Aset é uma Deusa de Magia porque ela sempre usou a Magia com muita propriedade. Ela aprendeu e fez o que precisava ser feito e para isso usou Magia. Ela queria um filho, então ela reviveu Wesir para tornar isso possível, fazendo dela uma Deusa relacionada a fertilidade por ter sucesso no que queria. Ela auxiliou Heru em diversos momentos de sua luta pela coroa, fazendo dela até mesmo uma Senhora da Guerra e uma estrategista. E ela fez tudo isso sendo linda, vaidosa e dona de si.

Isis Chibi, por Chairim Arrais


Então, sim, ela é todas essas coisas, mas ela é muito mais que isso. Como todos os Deuses, ela é plena em si mesma e não se limita a essas características. E é por isso que vejo Aset como uma Deusa que pode te ajudar a trazer quem você é, sem limitações. Ela pode te ajudar com magia, sim. Pode te ajudar a vencer suas batalhas. Pode te ajudar a ter sua família, a ter um filho, a ter amor. Mas principalmente, ela te ensina a ser você mesmo.

Pode ser que isso signifique descobrir que você não quer ter filhos ou não quer casar, mesmo que ela seja uma Deusa extremamente ligada a esses aspectos. Pode ser que você não seja uma pessoa que goste de joias, de maquiagem. E ela, mesmo vaidosa, adorando isso, vai te dizer "faça o que quiser, pois o importante mesmo é você ser plen@ consigo mesm@". É você se amar, se descobrir, saber quem você é e não se deixar ser outra coisa só porque a sociedade pede isso. É você ser quem você quer ser porque isso te faz feliz.

Tudo que Aset fez foi buscando sua felicidade, no final das contas. Ela sofreu a perda de seu marido, ela quase perdeu seu filho. Ela manipulou quem precisou para conquistar o que ela queria. Para isso ela foi Maga, foi Mãe, foi Amante, foi Guerreira. Mas se você não for nada disso, ela ainda assim vai te ajudar a descobrir e ser você, plenamente.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Música para Aset

Eu postei isso no Youtube um tempo atrás e esqueci de colocar aqui!

Aí vai uma música para honrar Aset!



Isis, Aset, Deusa da Magia
Trono do mundo, velada e desvelada
Lágrimas de dor, lágrimas de amor
Doadora da vida, dá-nos guarida (2x)

domingo, 8 de março de 2015

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Deusas e Deuses Egípcios - Normandi Ellis

Continuando com a recomendação de livros, hoje tem um que é um pouco mais amplo, não fala só de Aset:

Deusas e Deuses Egípcios - Festivais de Luzes - Normandi Ellis

Esse livro foi um dos primeiros que eu li, se não o primeiro, quando comecei a cultuar Hathor (Hethert).

Esse livro é muito legal porque é basicamente um calendário de celebrações anuais para os Deuses egípcios. A autora explica sobre o calendário egípcio, as três estações (que é um execelente post, aliás) e cada um dos festivais que podem ser realizados ao longo do ano. Conta vários mitos, fala dos signos relacionados aos Deuses, tem algumas sugestões de coisas pra vc confeccionar em honra aos Deuses e outras coisinhas legais.

É super indicado pra quem quer entender melhor sobre o Universo Egípcio, como eles organizavam seu ano e tudo mais. As correspondências de datas da autora podem não ser as mesmas encontradas em outros sites por aí. O ano novo, inclusive, marcado pela ascenção de Sirius, é colocado em outra data pela KO. Mas bom, a partir do livro já dá pra ter uma noção legal e começar a montar seu próprio calendário de celebração aos Deuses.

Então fica aí mais uma indicação pra vcs =)

domingo, 28 de dezembro de 2014

Personalidade de Aset

Tirinha do Dylan que mostra um pouquinho de como Aset faz de vez em quando...


terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Testemunho de um devoto!

Um dia desses eu estava conversando com o Gabriel e ele me contou um pouco da sua experiência com Aset. Tenho percebido alguns pontos em comum entre as pessoas que têm um contato profundo com a Deusa. Achei que seria bacana começar a postar esses contatos por aqui.

Começamos então com o testemunho do Gabriel:


Eu sempre procurei um apoio emocional em outras pessoas. Desde pequeno nunca tive amigos que quisessem algo mais que respostas pra provas ou fazer piadas nas minhas costas. Meus pais são separados e sempre tive dificuldade de me abrir com os meus familiares.

Eu me tornei frágil emocionalmente, e isso me impedia de muitas coisas, era inseguro, tinha medo das pessoas. Mas mesmo assim continuei com a ideia de me apoiar em alguém. 

Quando eu me interessei com onze anos por magia, foi um refúgio , foi meu meio de sair daquilo, por mais que eu viajasse na maionese muitas vezes preferia fugir nas minhas mentiras. Muito tempo depois, mais ou menos uns três anos comecei a me interessar pelos Deuses, e levar a sério o que eu via como minhas crenças, me aproximei da Wicca. Tive dificuldades de meditação, e decidi ouvir a gravação de meditação da Naelyan. Foi incrível. Pela primeira vez estava ali, uma divindade na minha frente, era Aset a Grande Rainha que tempo depois pude passar a chamar de "mãe".

Tentei várias vezes, várias vezes mesmo, mas nunca conseguia falar com Ela, certas vezes ficava frustrado, finalmente consegui chegar perto e antes de sair do alfa falei no vazio da minha mente"Por quê não consigo?""Por quê é tão difícil?" e ouvi uma voz que me deixou sem graça responder"Acredite em si mesmo, acredite na sua capacidade e conseguirá".

Logo eu estava revendo Aset, orgulhoso de mim mesmo, Ela havia me mostrado que só eu podia fazer o que eu acreditava se tornar real. Depois eu fiz um feitiço para as meninas gostarem de mim. O feitiço funcionou bem, mas eu não sentia nada por elas. E acabava antes de começar. Eu questionei Aset por tantas vezes, mas a resposta estava no olhar Dela, eu só não queria aceitar. Aos poucos a resposta foi se tornando evidente, eu não me amava e esperava que algo fizesse isso por mim, aliás não foi assim que ensinam na sociedade patriarcal? Alguém te completará e serão felizes pra sempre...

Aos poucos comecei a me cuidar mais, eu me sentia mais bonito, me via como eu era. Comecei a ver que as pessoas se apoiavam nas outras, o problema era que nem um dos dois se apoiavam sozinhos e quando o peso aumentava todo mundo caia, vi razão para não me prender as pessoas e nem ser dependente, as pessoas só se machucavam, pois queriam tampar seus vazios com amores que pouco eram maduros. E foi ai que aprendi"O amor vem de dentro, o amor que vem de fora só vem a somar, mas o amor que vem de dentro faz parte de você". Aprendi sobre amor próprio. 

E certo dia em meditação perguntei a Ela"Não devo depender de ninguém?" e Ela disse de forma ríspida"Não" e eu perguntei "Nem mesmo de você?" e Ela novamente respondeu"Não". Depois disso senti sua ausência, mas não me machucava, Ela estava além de meus vazios por sua ausência, Ela me ensinara o amor próprio, e mesmo longe decidi honrar-la lutando sozinho. Problemas amorosos, familiares e dos mais variados tipos surgiram, mas eu resisti, tinha em mim a certeza que tudo iria ficar bem se em vez de eu chorar eu lutasse para que as coisas ficassem bem. 

Poucos dias depois senti novamente a essência de Aset, assim que os problemas estavam solucionados, Ela voltava e no banho me dizia"Você é seu escudo, você é sua espada", não era a primeira vez que ouvia aquilo, mas eu entendia finalmente, eu era quem podia me defender e eu era quem podia me fazer progredir, ninguém mais. Aset é muito mais do que posso dizer em vários textos, e se pudesse resumir minha jornada com Ela em uma frase seria a que Ela me deixou em seu aspecto Pelágia" Você como uma rocha ao mar, se a maré te desgasta, logo te leva, de rocha à areia, e areia o mar leva", teve tantos significados essa frase, mas o que eu mais gosto é se você se desgasta com as emoções logo se torna algo frágil que não se sustenta, seja firme em você e se fortaleça em suas fraquezas.


E vc, quer compartilhar sua experiência com Aset? Envie para aileen.daw@gmail.com e a gente posta! =)

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Isis Magic

Bom, eu disse que ia fazer algumas recomendações de livros e acabei esquecendo, né? Tenho alguns programados aqui e vamos começar pelo mais legal de todos!

Isis Magic - M. Isidora Forrest

Esse livro é básico para qualquer pessoa que queira estabelecer um culto fixo a Aset. Ele é muito, muuuito bom! 

Ele conta todo o mito de Aset, fala de cada uma de suas faces, associações, símbolos. Além disso, ele tem um processo inteirinho pra vc se consagrar à Deusa, com várias fases, várias atividades, meditações, orações, enfim! Um montão de coisas lindas.

A desvantagem é que ele só existe em inglês. Mais uma vez eu digo: vale muito a pena saber inglês pra ter acesso a um acervo gigantesco de informações sobre os Deuses e sobre Magia que não encontramos em português.

Tem ele na Amazon em duas versões (aqui e aqui). Achei nesse site o índice dele, para quem quiser dar uma olhada no que o livro aborda (também dá pra comprar por ele).

Bom, então tá aí, uma super dica de um trabalho bem lindo com Isis para uns bons anos. E uma excelente fonte de conhecimento sobre seus mitos e sua personalidade, muito mais confiável do que a maioria dos sites que encontramos por aí!