terça-feira, 18 de agosto de 2015

Uma Roda do Ano com Aset


Na Wicca, nós temos o costume de escolher uma Deusa ou um casal divino para nos acompanhar e abençoar durante uma Roda, a Deusa Madrinha e o Deus Guia. Durante a Roda, nós mantemos contato com esses Deuses, recebemos seus ensinamentos, aprendemos suas lições e conhecemos um pouco mais sobre eles e sobre nós mesmos com eles.

Uma das dúvidas que já surgiu algumas vezes foi: eu preciso celebrar todos os Sabbats e Esbats com minha Deusa Madrinha e Deus Guia?

Não, não precisa. Você pode escolher quaisquer divindades para trabalhar nos Sabbats e nos Esbats, conhecendo ainda mais Deuses e Deusas de tantas culturas ricas em simbolismos belos. Mas celebrar os Sabbats com os mitos associados a uma Divindade é uma das formas de se aproximar daquela Divindade e focar sua Roda nela, caso seja de seu interesse.

Eu fiz isso com Aset em uma parte da minha consagração a Ela. Para isso, associei cada Sabbat a um mito dela que tivesse a ver com o tema daquele Sabbat. É claro que nem sempre vamos conseguir uma associação perfeita, afinal, nem todos os mitos seguem a Roda do Ano Wiccaniana, mas é possível fazer associações legais trabalhando em cima dos temas do ciclo do Deus.



A minha Roda ficou assim:

Yule - O nascimento de Heru
Imbolc - A relação de Aset e Yinepu
Ostara - Aset encontra Wesir
Beltane - O casamento de Aset e Wesir
Litha - Concepção de Heru
Lammas - Nascimento dos filhos de Nut
Mabon - Aset e o nome secreto de Ra
Samhain - A morte de Wesir (lamentações de Aset e Nebet-Het)

Como os Sabbats são associados ao ciclo do Deus, achei importante dar esse enfoque em cada um dos rituais que eu criei, trazendo os Deuses que fazem parte da história de Aset para cada celebração. Essa foi uma associação pessoal, e pode ser que vc não concorde com ela e encontre novas associações.

Outra coisa q vc pode fazer para se aproximar mais de uma Deusa durante a Roda é celebrar os Esbats com as faces daquela Deusa. Aset tem várias faces diferentes que podem ser trabalhadas e estudadas dessa forma. Também podem ser trabalhadas como forma de autoconhecimento, trazendo as questões daquela face para sua vida e entendendo a sua percepção daquele tema.

A minha associação pessoal foi para uma Roda com Aset, mas você pode fazer isso com qualquer divindade que quiser, trazendo os temas para sua vida e se aproximando mais dos Deuses que escolheu cultuar.

Se vc decidiu fazer uma associação diferente da minha para Aset ou se escolheu fazer isso com outra divindade, compartilhe conosco! E boa jornada! =)

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Aset-Perséfone

Eu estava procurando alguns textos aqui no blog e reli esse aqui.

Quase 4 anos atrás, eu escrevi sobre as experiências de vivenciar os mitos de Aset. Sobre ela nunca ter tudo ao mesmo tempo e tal. E hoje, fazendo uma reflexão mais profunda, eu percebo que isso não é verdade.

Aset passou por períodos muito difíceis, sim, mas depois de vencer seus desafios e conseguir no nome de Rá, ela teve tudo que ela amava perto dela.

Eu vivenciei mais um dos mitos de Aset estando aqui em Bruxelas. Vivenciei o momento em que Set a prendeu e ela ficou sozinha por muito tempo, na própria companhia, quando Osíris havia sido embalsamado e estava no Submundo.

Um pouco mais da minha história vem depois... por enquanto eu só queria marcar isso: Sim, Aset teve períodos em que realmente não tinha tudo que amava ao mesmo tempo. Mas depois ela conseguiu. E é legal ver isso claro nas vivências de suas sacerdotisas, também. =)

Aguardem mais sobre o assunto =)

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Tirando os Deuses de Caixinhas

Nós sempre escrevemos sobre os Deuses dizendo que eles são Deuses disso, daquilo e daquilo outro. Colocamos os Deuses em pequenas caixinhas. E o mesmo, claro, é feito com Aset. Deusa da Magia e da Fertilidade, de Cura, do Amor. E sempre que eu leio isso, entendo por que foi escrito dessa forma, mas vejo a Deusa olhando e pensando: "mas eu sou só isso?"

Fazendo um pequeno paralelo, se fosse descrever alguém dessa forma: Aileen é relacionada a videos, tecnologia e ao ensino. Claro, isso tem a ver comigo, porque sou eu que faço os videos para o canal da TCS, administro o fórum e os grupos do Facebook e sou professora e pesquisadora. Mas eu não sou só isso.

E quando a gente estuda os mitos das divindades e consegue entendê-los como a história de vida dessas divindades, entende que tudo faz parte de quem ela é, fica um pouco mais difícil colocar os Deuses em caixinhas. Aset é uma Deusa de Magia porque ela sempre usou a Magia com muita propriedade. Ela aprendeu e fez o que precisava ser feito e para isso usou Magia. Ela queria um filho, então ela reviveu Wesir para tornar isso possível, fazendo dela uma Deusa relacionada a fertilidade por ter sucesso no que queria. Ela auxiliou Heru em diversos momentos de sua luta pela coroa, fazendo dela até mesmo uma Senhora da Guerra e uma estrategista. E ela fez tudo isso sendo linda, vaidosa e dona de si.

Isis Chibi, por Chairim Arrais


Então, sim, ela é todas essas coisas, mas ela é muito mais que isso. Como todos os Deuses, ela é plena em si mesma e não se limita a essas características. E é por isso que vejo Aset como uma Deusa que pode te ajudar a trazer quem você é, sem limitações. Ela pode te ajudar com magia, sim. Pode te ajudar a vencer suas batalhas. Pode te ajudar a ter sua família, a ter um filho, a ter amor. Mas principalmente, ela te ensina a ser você mesmo.

Pode ser que isso signifique descobrir que você não quer ter filhos ou não quer casar, mesmo que ela seja uma Deusa extremamente ligada a esses aspectos. Pode ser que você não seja uma pessoa que goste de joias, de maquiagem. E ela, mesmo vaidosa, adorando isso, vai te dizer "faça o que quiser, pois o importante mesmo é você ser plen@ consigo mesm@". É você se amar, se descobrir, saber quem você é e não se deixar ser outra coisa só porque a sociedade pede isso. É você ser quem você quer ser porque isso te faz feliz.

Tudo que Aset fez foi buscando sua felicidade, no final das contas. Ela sofreu a perda de seu marido, ela quase perdeu seu filho. Ela manipulou quem precisou para conquistar o que ela queria. Para isso ela foi Maga, foi Mãe, foi Amante, foi Guerreira. Mas se você não for nada disso, ela ainda assim vai te ajudar a descobrir e ser você, plenamente.

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Música para Aset

Eu postei isso no Youtube um tempo atrás e esqueci de colocar aqui!

Aí vai uma música para honrar Aset!



Isis, Aset, Deusa da Magia
Trono do mundo, velada e desvelada
Lágrimas de dor, lágrimas de amor
Doadora da vida, dá-nos guarida (2x)

domingo, 8 de março de 2015

sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Deusas e Deuses Egípcios - Normandi Ellis

Continuando com a recomendação de livros, hoje tem um que é um pouco mais amplo, não fala só de Aset:

Deusas e Deuses Egípcios - Festivais de Luzes - Normandi Ellis

Esse livro foi um dos primeiros que eu li, se não o primeiro, quando comecei a cultuar Hathor (Hethert).

Esse livro é muito legal porque é basicamente um calendário de celebrações anuais para os Deuses egípcios. A autora explica sobre o calendário egípcio, as três estações (que é um execelente post, aliás) e cada um dos festivais que podem ser realizados ao longo do ano. Conta vários mitos, fala dos signos relacionados aos Deuses, tem algumas sugestões de coisas pra vc confeccionar em honra aos Deuses e outras coisinhas legais.

É super indicado pra quem quer entender melhor sobre o Universo Egípcio, como eles organizavam seu ano e tudo mais. As correspondências de datas da autora podem não ser as mesmas encontradas em outros sites por aí. O ano novo, inclusive, marcado pela ascenção de Sirius, é colocado em outra data pela KO. Mas bom, a partir do livro já dá pra ter uma noção legal e começar a montar seu próprio calendário de celebração aos Deuses.

Então fica aí mais uma indicação pra vcs =)