sexta-feira, 2 de outubro de 2015

O Envenenamento de Horus


Um dia, quando Aset voltou a seu esconderijo, encontrou Horus deitado no chão, e ela mal ouvia seu coração. Ela não sabia o que havia atingido seu filho e, quando usou sua magia, percebeu que seu poder havia a abandonado. Ela estava sozinha, seu marido estava morto, nenhum dos Deuses estava lá para ajudá-la. Ela pegou seu filho e correu para a vila mais próxima. Os pescadores tentaram de tudo, mas não conseguiram curá-lo. Então, alguém trouxe uma mulher que o examinou e disse:

“Deve ter sido Set que se disfarçou de cobra ou escorpião e o envenenou.”

Aset concordou com a mulher e a raiva tomou conta dela. Ela disse:

“Horus foi mordido! Ra! Um filho seu foi mordido! De herdeiro a herdeiro, um link direto com o reinado de Shu, Horus foi mordido! O bebê de Chemmis, a criança da Casa do Príncipe, Hórus foi mordido! A bela criança dourada, a criança órfã inocente, Horus foi mordido! O filho do Ser beneficente, nascido daquele que é Cheio de Lágrimas, Horus foi mordido! Eu o observei tão ansiosamente, pois previ que ele vingaria seu pai...”

Sua irmã Néftis veio chorando e foi ouvida por todos os lugares. Serqet disse:

“Diga, o que aconteceu com Heru, filho de Wesir? Ah, Aset, minha irmã! Peça aos céus e o barco de Rá irá parar, e o vento cósmico irá parar de soprar para o barco de Ra enquanto Heru está ao lado dele.”

Aset elevou sua voz de gritou para o barco de milhões de anos, tão alto que a terra tremeu e o barco parou seu curso. Thot veio ao seu encontro, e Aset contou a ele que Set havia envenenado Horus, e que ela desejava ter morrido com Osiris. Ela só viveu para ver Heru crescer e se vingar da morte do pai, mas agora não havia mais razão para que ela vivesse.

Thot a consolou: “Qual o problema, Aset, você que é tão divina e talentosa, e conhece a magia? Uma garantia da segurança dele está no barco de Ra. O sol está no local de ontem, para que tudo fique escuro. A luz não voltará até que Heru retome sua saúde, para a alegria de sua mãe Aset.”

Ele disse as palavras de poder: “Saia, Veneno! Você é exorcicado pelo feitiço de Rá. São as palavras do Grande Deus que o eliminam!”

E o veneno foi eliminado do corpo de Heru, e ele retornou à vida.

O Nome Secreto de Rá


Para evitar que isso se repetisse, Isis percebeu que deveria ser ainda mais poderosa – igual em poder e altura a Ra. Ela viu que isso poderia ser conseguido se ela descobrisse o nome secreto de Ra, o nome que ninguém além dele próprio sabia.

Ra chegava aos céus todos os dias no barco de um milhão de anos, mas ele estava velho e babava. Sua saliva caiu no chão. Isis, a Maga, pegou um pouco da saliva, misturou com terra em suas mãos e criou uma serpente mortal. Em sua mão, a serpente permanecia parada, não a machucava. Então ela enviou a serpente pelo caminho que Ra seguia todos os dias.

No dia seguinte, Ra e seus seguidores passaram pela serpente e ela o picou. Seus gritos poderosos alcançaram os céus. Todos perguntaram o que era, mas Ra não conseguia responder. Suas mandíbulas travaram, ele bambeou, o veneno o percorreu como o Nilo percorre o Egito. Então Ra contou a todos que uma coisa mortal o atingira. Ele não sabia o que o havia atacado e nem quem enviara a criatura.

Os Deuses e Deusas foram a Ra, lamentando, Então Isis chegou, trazendo Sua magia. Em sua boca havia o Sopro da Vida; por sua fórmula, os mortos tornam à vida e o mal é repelido.

“O que aconteceu, Pai Divino? Conte-me. Será que algo que Você criou virou-se contra você? Minhas palavras vão eliminá-lo!”

O Deus explicou a Isis o que ocorreu e como ele sentia dor.

“Diga-me seu Grande nome, seu Nome Sagrado, pois aquele que é chamado pelo nome viverá!”

“Eu criei os céus. Eu criei a Terra. Eu uni as montanhas. Se eu abrir meus olhos, há luz. Se eu os fechar, há escuridão.” Ele falou por muito tempo sobre tudo o que ele criou e os poderes que possuía.

Mas Isis disse: “O que você me disse não é Seu nome. Diga-me o Seu nome para que eu retire o veneno de Ti. É Aquele que Revela Seu Nome que Viverá!”

O fogo do veneno queimou no Deus e a dor era insuportável, mesmo para um Deus. E ele disse: “Eu me dou a Isis para que ela me procure e meu Nome passará de meu corpo para o dela.” Isis também fez Ra jurar que daria seus Dois Olhos a Horus, o Sol e a Lua. Ele fez o juramento e passou seu nome para Isis.

Então, Isis, Senhora da Magia, disse: “Eu sou Isis! Eu que trabalho, eu que faço o veneno sair e cair no chão! Veneno, saia de Ra! Ra vive e o veneno morre! O veneno morre e Ra vive! “

E tudo aconteceu como Isis, A Poderosa, Rainha dos Deuses, Que conhecia Ra por seu Nome, disse.




Por Aileen Daw